Implantada em 1967, desde então a informática na Escola de Engenharia de São Carlos tem se apresentado pioneira em suas ações, contribuindo fortemente com as atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Ajude-nos a escrever a nossa linha do tempo enviando as suas lembranças para o email evolucao.ti@eesc.usp.br.

Linha do tempo

Década de 2010

A computação como serviço

Surge o conceito de Cloud Computing (Computação em nuvem). Em 2013 é implantada a nuvem computacional na USP, construída com capacidade suficiente para absorver os 148 datacenters dispersos entre as Unidades de Ensino e Pesquisa da Universidade. A implantação da computação em nuvem promove um salto qualitativo no âmbito da informática corporativa.

  • Em 2010, a STI-EESC instala o Servidor HP BladeSystem c7000, adotando o conceito de virtualização e computação em nuvem (Cloud-EESC) dos servidores da EESC.
  • Em 26 de Março de 2012 (resolução 6087/2012), o CPD-EESC é oficialmente extinto.
  • Em 16 de Setembro de 2013 entra em operação o novo roteador HP 7500, iniciando a migração dos links de dados de 1Gbps para 10Gbps na rede USPnet-EESC.
  • 2013 – 2014, a USP inicia uma reforma na estrutura organizacional da informática corporativa para adequá-la ao novo cenário da computação como serviço nas áreas de Conectividade, InterNuvem e Sistemas.
Década de 2000

A consolidação dos sistemas web

A Internet se consolida em todo o mundo, os sistemas de informação passam a coletar e fornecer dados em escala mundial. O desempenho das redes de conectividade se torna crítico para garantir a qualidade dos serviços.

  • Ano 2000 é reprojetada a USPnet, passando a utilizar tecnologias padronizadas e não proprietárias: backbone em gigabit ethernet e utilização de protocolos de comunicação abertos.
  • Em 2002, é instalado o projeto USPnet sem fio, o backbone da rede Wi-Fi nos campi da USP.
  • Em 23 de Setembro de 2003 é oficialmente criada a Seção Técnica de Informática (STI-EESC) ou SCINFOR-18 e desativado o Centro de Processamento de Dados (CPD-EESC).
  • Inauguração das Salas Informatizadas EESC.
  • Em abril de 2004, é inaugurada, no prédio anexo da Biblioteca, três salas informatizadas destinadas aos alunos de graduação da EESC.
  • Em 27 de fevereiro de 2008 é inaugurado o novo prédio da STI-EESC.
Década de 1990

A nova arquitetura dos serviços descentralizados

A expansão dos microcomputadores conduz a ampliação da rede USP, os sistemas corporativos em Mainframe (computador de grande porte) são migrados para a nova arquitetura cliente-servidor com o uso de banco de dados relacionais.

  • Meados da década de 1990, o CPD-EESC inicia a desativação dos Mainframes migrando para a nova arquitetura cliente-servidor.
  • Fevereiro de 1991, a USP é a primeira instituição no Brasil, depois da Fapesp, a se conectar a INTERNET utilizando o conjunto de 64 mil números IP, o que vigora até hoje.
  • Em 1992, é criado o programa “Pro-Aluno”, com a instalação, em diversas Unidades da USP, de salas equipadas com micro computadores.
  • 23 de Abril de 1992, criação do Centro de Informática de São Carlos (CISC-USP).
  • 26 de Junho de 1992, inauguração da rede FDDI (Fiber Distributed Data Interface) em 100 Mbps no campus USP de São Carlos.
Década de 1980

A consolidação dos computadores pessoais

Surgem os primeiros computadores pessoais fabricados no Brasil, com processador Z-80 de 2 MHz e 32 Kbytes de memória. Em 1983, a IBM anuncia o IBM-pc-Datamaster com processador 8086 de 16 bits e sistema operacional DOS. Em 1984, a Apple lança o Macintosh, primeiro computador pessoal a utilizar mouse e interface gráfica.

  • Meados da década de 1980, o CPD-EESC adquire Mainframes da linha IBM System/370 modelos 145 e 148 e IBM modelos 4341 e 4381.
  • Em 1988, chega ao Brasil a rede BITNet (Because It Is Time Network – criada pela empresa IBM). A USP se integra a rede BITNET, enquanto a Internet despontava fora do país como sendo uma alternativa para a comunicação entre computadores.
Década de 1970

Os serviços centralizados

Em 1973, a USP compra um computador Burroughs B-6700, que é instalado no CCE. O computador Burroughs B-3500 é transferido do CCE para o CPD-EESC.

  • Em 18 de Dezembro de 1974 é inaugurado parcialmente o novo prédio do CPD-EESC.
Década de 1960

Os primeiros passos

Surgem os famosos mainframes (computador de grande porte dedicado ao processamento de um volume grande de informações).

  • Em 1964, é criado o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para modernizar e dar agilidade a setores estratégicos da administração pública federal. Na USP, começa a se delinear a computação como serviço.
  • 27 de Julho de 1967: Criação do Centro de Processamento de Dados da Escola de Engenharia de São Carlos (CPD-EESC) pelo Decreto nº 48.312, sendo o primeiro diretor o professor José Savério Lia. O primeira computador instalado no CPD-EESC foi um IBM-1130, com 4K palavras de 16 bits de memória e unidade leitora-perfuradora de cartões, adquirido pelo consórcio Fapesp, Capes, CNPQ e USP, por US$ 200 mil.
Décadas de 1940/1950

Marca o início da utilização de máquinas de computação em larga escala.

  • 24 de Setembro de 1948: Criada a Escola de Engenharia de São Carlos, da USP, através da Lei Estadual 161 e estruturada pela Lei 1968, de 16/12/195.
  • Em 1957, é instalado o primeiro computador no Brasil – o Univac 120, adquirido pelo Governo do Estado de São Paulo.